Glee 4×12 “Naked” [REVIEW]

Saudade Gleeks!!! Como nós já sabíamos, esse episódio prometia muito erotismo…

…mas, por trás de tudo isso, havia algo bem maior, bota maior nisso hein Brody, que é a questão de aceitar seu corpo como é. Vamos aos fatos mais importantes:

Tudo começou com a volta do noticiário mais poser de todos, dando a notícia que os Warblers tomaram bomba de pônei cavalo e, por isso, foram desclassificados. E outras notícias, sem noção, do jornal que é melhor que o Nacional (-sqn)

Como os Gayblers foram desclassifados, o Glee Club voltou a funcionar e como eles vivem quebrados, precisaram arrecadar fundos e qual a melhor maneira? Segundo a ex-muda Tina, que agora está soltando a boca em tudo que é lugar (entendam como quiser), EXPLORANDO O PRAZER, com um calendário de boys magia!

Depois disso… PARA TUDO!!!

SAUDADEEEEEEEE!

O programa de entrevistas, melhor que o de Fátima Bernardes, com as perguntas mais inteligentes, voltou. E a entrevistada, da vez, foi Marley mosca, que estava tão esfomeada que comeu o Fondue do Lord Tubbington.

BOMBA DO EPISÓDIO: Brittany é a mais nova CDF do pedaço e Sam é mais burro do que pensávamos.

Se as coisas seguiam eróticas em Ohio, NY não poderia ser diferente. Pela primeira vez, Rachel foi chamada para um filme, só que ela tinha que mostrar sua tábua suas tetas para a câmera. Dai, titio Ryan, misturando as séries, trás os espíritos de volta, mas não um espírito normal, e sim, o mais assustador e egocêntrico de todos… Old Rachel. CARALHO, QUE SAUDADE!

Tina, querendo possuir o corpinho de Blaine nú, tenta trollar-lo, dizendo que queria fazer compras, mas ai a boca de peixe mais sensual dos EUA aparece com seu tanquinho furado e Blaine começa a ter ereções.

A partir dai, Gleeks fêmeas (se existir), os corpinhos deliciosos dos garotos ficaram a mostra e quem é o grande surtudo? Titio Ryan, que já deve ter feito teste do sofá com todos eles. HaHaHa

Sue, finalmente, resolve enfrentar Finn, cara a cara… PLACAR DA RODADA: Finn 1 x 0 Sue.

Falando em corpinhos sensuais, o de Brody não podia ficar de fora, quem não gostou nada da bundinha carnuda dele sentada na sua cadeira foi Kurt (até parece .-.). E Rachel, a cada episódio tá mais bitch, quero Old Rachel de volta, tipo NOW!!!

Depois disso, tivemos Jarley estragando umas das músicas novas que mais gosto, chega, cansei! Não shippo vocês.

P.S.: Artie mostra o corpinho logo filho!

Se Rachel tá querendo virar bitch, então tem que aprender com as duas maiores bitches e gays de Glee… Santanão e Potchinn. E ai, meus amigos, podem escrever, a suruba vai começar, uma suruba de deixar Charlie Sheen morrendo de inveja e tesão. Esperem os próximos capítulos…

Potchinn dando um créu na Gaychel

Santanão brincando de enfermeira com Potchinn

Chega de potchagem!

Orca Finn vai atrás de Sue e marca mais um ponto no placar: Finn 2 x 0 Sue.

Rachel começa a filmar American Horror Story Pie, e como está com a caçola frouxa, ultimamente, pede para todos tiraram a roupa, para começar um surubão, mas viu que não ia suportar o tamanho dos documentos e se mandou para suas novas peguetes. #TeamRachinntana

MOMENTO FOFO DO EPISÓDIO: Amei esse vídeo, que fizeram pro Sam, até pensei, por alguns segundos, que ele era realmente importante.
P.S.: Que voz é essa Naya? Morri 100x

Melhores frases do episódio:

– “Eu posso vender mais sêmen.” (Sam)

– “Esses livros de Crepúsculo são cocô em papel, e nós tornamos uma empresa de um bilhão de dólares.” (Kitty)

– “Tudo que eu fiz foi marcar uns A’s, depois alguns C’s, e ai, um pouco de D’s e ai, marquei D de novo e então, usei os pontos para desenhar um palhaço e um pênis.” (Brittany)

– “Eu sou umas das pessoas mais inteligentes dos EUA.” (Brittany)

– “Você não é uma atriz pornô, mesmo que seu cabelo e sua maquiagem te façam parecer uma.” (Old Rachel)

– “Ninguém quer ver esses mamilos com pêlos, ou pior, costas que parecem a bunda do Chewbacca. Sem ofender, Joe.” (Sam)

– “Um ano atrás, você era toda de camisa xadrez, e ”Você acha que Finn gosta de mim?” E agora, você é a barbie vadia, perguntando ao Ken misógino para morar com você, fazendo filmes pornográficos.” (Kurt)

– “Você vai sentir uma boa brisa nessas picadas de mosquito, vai se sentir renovada, até.” (Santana)

– “Sam foi a primeira pessoa na América a fazer impressão do Sean Connery.” (Brittany)

– “Eu gostaria que você perdesse a camisa, para que eu pudesse babar sobre seu corpo quente.” (Becky)

PERFORMANCES

Galerinha boring, adorei as performances e músicas desse episódio, mas senti que algumas não tinham nada a ver com o contexto da história, titio Ryan surtou de vez!

Torn 

Amei ver a Old Rachel de volta, não foi uma performance muito extravagante, mas foi, justamente, a simplicidade e sutileza que a fez especial, como no momento saudosista da escova, que Rachel fazia de microfone.

Centerfold / Hot In Here

Foi bem hot, amei os meninos nesse episódio. Cada vez mais, parecem uma boy band.

A Thousand Years

Não shippo Jarley, foi até fofinho, mas a original é bem melhor, saudade dos duetos de Finchel.

Let Me Love You (Until You Learn To Love Yourself)

Achei bem média também!

Love Song

Amo essas três, foi lindo vê-las juntas e tão próximas (ai tem). As vozes combinaram muito, quero mais esse trieto.

This Is The New Year

Uma das melhores performances da season 4. O cast tava muito livre, leve e solto, adorei!

Então foi isso Gleeks, o episódio foi legal, no geral, curti muito! Espero que os próximos mantenham a qualidade e tenho, quase, certeza, que vai manter…

Glee 4×13 “DIVAS”

Até Diva, pessoal! Da cansada Tongue Sharp Br.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s